Hábito de leitura


O uso frequente de bibliotecas públicas e de leitura, tradicionalmente abaixo da crítica, vem caindo ano após ano. A conclusão consta da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, em sua terceira edição, patrocinada pelo Instituto Pró-Livro para avaliar esse hábito entre os brasileiros.


Insignificante, também, é a leitura de livros, a cada ano, constatada por essa pesquisa de âmbito nacional, traçando as linhas gerais do mercado editorial brasileiro e do acesso ao livro. Comparados às edições anteriores, os números estão em queda. Pelo último levantamento, 75% da população jamais frequentaram uma biblioteca


1 Comment

Inclusão educacional


Escola em tempo integral é a medida que vem sendo defendida por especialistas como saída para a educação brasileira. O Ceará conta com 84 unidades e o Brasil terá, neste ano, cerca de 30 mil escolas funcionando dentro desse regime integral. É fruto da execução do programa Mais Educação, que oferece uma jornada ampliada que deve beneficiar 5 milhões de estudantes, do primeiro ao nono ano, em todo o País, alcançando as zonas rurais. As atividades vão desde o acompanhamento de tarefas escolares até a prática de esportes, aulas de arte e informática.

Posted in | Leave a comment

Pré-escola incentivada

A gestão escolar apresenta variações de estágios, de conformidade com os investimentos públicos continuados. Por este parâmetro, quanto mais forte economicamente o setor público, maior a possibilidade de destinação de dinheiro para financiar os planos educacionais.

Nas regiões carentes de recursos financeiros, as melhorias na área educacional decorrem de um esforço incomum para corresponder à elevada demanda por matrícula, material didático, merenda escolar e equipamentos instrucionais. Estas são exigências obrigatórias de qualquer medida pedagógica para universalizar a escola pública no Brasil.

Posted in | Leave a comment

A EDUCAÇÃO COMBATE A INFLAÇÃO.


Investimento em educação ajuda a combater inflação, diz Haddad

Data: 14/02/2011
O ministro da Educação Fernando Haddad defendeu, nesta segunda-feira (14), o aumento dos investimentos públicos em educação como forma de combater a inflação. A estabilidade dos preços depende, segundo ele, de uma agenda educacional capaz de formar recursos humanos. “Se não ampliarmos a oferta de pessoal qualificado, essa falta acarretará aumento no preço dos serviços em geral”, explicou.
O ministro participou, em Brasília (DF), da solenidade de posse da nova diretoria do ConselhoNacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). A educação profissional, apontou ele, é fundamental para suprir a falta de mão de obra qualificada no País. “Temos 81 escolas de educação profissional para inaugurar até o primeiro semestre de 2012”, revelou. Na cerimônia o ministro deu posse ao reitor do instituto federal do Ceará (IFCE), Cláudio Ricardo Gomes de Lima, como presidente do Conif.
Haddad aproveitou a ocasião para descrever a lógica do Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica (Pronatec), cuja proposta é a de aumentar o número de formandos daeducação profissional, a exemplo do que foi feito com a educação superior. “O programa replica, no âmbito da educação profissional, a agenda criada para ampliar o acesso àeducação superior”, declarou Haddad, referindo-se a programas do Ministério da Educação(MEC), como o de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) e o Universidade para Todos (ProUni), entre outros.
De 1999 a 2009, o número de estudantes formados em cursos de educação superior teve alta de 195%, de acordo com o Censo da Educação Superior de 2009.



Posted in | Leave a comment
Eva Aires - 2011. Tecnologia do Blogger.

Search

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.